Liderança – Humildade e Soberba

Arménio Rego

 

1ª Edição

Formato 16 x 23,5 cm

ISBN: 978-989-561-035-8

EAN: 9789895610358

Depósito legal: 464122/19

264 páginas

Ano de publicação: 2019

 

P.V.P.: 18,70 euros          

 

Abundam na história casos de líderes e organizações que colapsam quando, aparentemente, se encontram no cume do sucesso. Este paradoxo acontece, frequentemente, quando a autoconfiança, o poder e o sucesso se transformam em arrogância e soberba. A tentação híper-narcísica transporta o líder para o centro de um mundo fictício à volta do qual tudo gira, assim perdendo contacto com as pessoas e as realidades que deveriam orientar a sua ação. Este perigo é potencialmente letal, quer para o próprio, quer para as organizações que lidera.

Estudioso e com vasta experiência na área da liderança, o autor, apoiando-se em muitos exemplos (nos campos empresarial, político, militar e desportivo) e ampla investigação, apresenta a humildade como o antídoto adequado para tais perigos e refuta a crença segundo a qual as duras realidades da liderança não se compaginam com as «fraquezas da humildade». A humildade não representa humilhação, fraqueza ou défice de autoestima, sendo antes a capacidade de «ter os pés assentes na terra» – estar ciente das forças e fraquezas próprias, reconhecer as qualidades e os contributos dos outros e ter vontade para aprender. A humildade dos líderes é, pois – desde que acompanhada de determinação, coragem e competência – uma força. Em oposição, a soberba pode ser uma doença perigosa para os líderes, as organizações e mesmo a comunidade.

Conciliando teoria e prática, e apresentando pistas para a ação, este livro responde a questões como:

• Porque é que a humildade nos líderes é importante para a eficácia da liderança, a inovação e o desempenho das equipas e das organizações?

• O que significa ser um líder humbicioso (humilde e ambicioso)?

• É possível ser-se um líder simultaneamente humilde e narcisista?

• O que acontece quando os líderes permanecem muito tempo no poder, são bem-sucedidos e se deixam contaminar pela soberba?

• Porque é que a soberba dos líderes pode conduzir a escândalos, bancarrotas e desastres?

• Como exercer o poder sem contrair a soberba?

• Porque é que os freios e contrapesos ajudam os líderes a «manter os pés na terra» e a evitar a soberba?

• A recomendação «Lembra-te que és mortal» continua válida?

• É arriscado ser excessivamente humilde?

Líderes e futuros líderes aprenderão muito com este livro. Sobretudo a tornarem-se (e a conservarem-se) líderes humildes, evitando o perigo da arrogância e soberba, preservando a sua autoestima e contribuindo para o sucesso dos liderados e das organizações.

 

 

|  Voltar à página anterior  |  Voltar ao ínicio da página  |